Links

SEER/OJS

O Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas/Open Journal Systems (SEER/OJS) é um software livre, de código aberto, que permite a criação de uma revista ou um portal de revistas. Fornece facilidades para criação de revistas eletrônicas disponibilizadas na Web, sendo uma ferramenta importante na automação da editoração eletrônica de revistas. A Secretaria de Informática (SIn) da UFSCar oferece serviços de hospedagem e instalação de revistas eletrônicas para divulgação da produção acadêmica utilizando o OJS. Para solicitar a instalação dessa ferramenta acesse aqui (link externo).

Guia do usuário OJS 3 (download .pdf 6.4mB)

ISSN

O International Standard Serial Number (ISSN), sigla em inglês para Número Internacional Normalizado para Publicações Seriadas, é o código aceito internacionalmente para individualizar o título de uma publicação seriada, tais como os periódicos. Esse número se torna único e exclusivo do título da publicação ao qual foi atribuído.

Para solicitar o ISSN, confira as instruções disponíveis no site do IBICT (link externo).

Indexação em Bases de Dados

Os periódicos indexados são considerados de maior qualidade científica em comparação com periódicos que não são indexados. A indexação passou a ser um processo muito importante, e tornou-se uma disputa entre os editores a concorrerem entre si para alcançarem o patamar de qualidade de suas publicações por meio desse processo junto aos fornecedores de fontes de indexação, que são as bases de dados, os diretórios, portais e índices.

Além de algumas bases de dados usarem como pré-requisito para aceitação da revista, que ela esteja indexada em bases, tais como a Sherpa/RoMEO (link externo) e Diadorim (link externo), elas também se utilizam de critérios que estão sendo inseridos atualmente, como a obtenção do DOI (link externo) e a obrigatoriedade de autores possuírem o ORCID (link externo).

Algumas bases de dados: PubMed, Scielo, Google Scholar, DOAJ, Dialnet, Web of Science, Redalyc.org, REDIB, Scopus

Seguem, como sugestão, algumas fontes de informação para indexação de periódicos, que auxiliam bibliotecários e editores científicos:

ORCID

O Open Researcher and Contributor ID - ORCID (link externo) é um identificador digital único, gratuito e persistente, que diferencia acadêmicos e pesquisadores, solucionando questões de ambiguidade e semelhança dos nomes.

Também existem outros identificadores como Lattes ID, Research ID, Scopus ID e Google ID. As vantagens de se ter um ORCiD: facilita a integração com outros sistemas internacionais como Crossref (DOI), Web of Science (ResearcherID), Scopus e Agências de Financiamento como as Fundações de Amparo à Pesquisa, CNPq, CAPES, etc.

Informações adicionais

Consórcio brasileiro ORCID: construindo uma comunidade (link externo).

RESEARCH ID

O Research ID é um sistema internacional identificador de autores (link externo); foi criado para a comunidade de pesquisa acadêmica multidisciplinar e colabora potencialmente para localizar rapidamente o trabalho publicado e identificá-lo. Ele permite criar um perfil gratuitamente, que acompanha o pesquisador ao longo de sua carreira independentemente de mudança de nome ou de instituição. Esse perfil mostra o histórico de publicação, conecta com o trabalho acadêmico garantindo o registro preciso da produção e atribuição de seu trabalho e evita a ambiguidade do nome de autores dentro da área. Permite visualizar o índice H, o índice de citação e mapa de relacionamento de pesquisadores, instituições, países, ano de publicação etc.

Publons

Inicialmente construída para ajudar pesquisadores a ter reconhecimento por contribuições ocultas em revisões por pares. Publons é uma plataforma que oferece serviço gratuito para acadêmicos rastrearem, verificarem e mostrarem sua revisão por pares e contribuições editoriais para periódicos acadêmicos. Foi comprado pela Clarivate Analytics em 2017. Publons é integrado com a Web of Science, ORCID e milhares de periódicos acadêmicos fornecendo informações confiáveis. O funcionamento do Publons é simples e consiste na criação de um login por parte do pesquisador, que começa a registrar em sua página pessoal sua atividade como revisor de artigos. Para mais informações sobre o Publons acesse e faça seu cadastro (link externo).

DIADORIM e SHERPA/RoMEO

O objetivo destes serviços é identificar, sistematizar e disponibilizar as informações das políticas e direitos autorais estabelecidas pelas editoras dos periódicos, referentes ao depósito dos artigos nos repositórios digitais abertos. Para os periódicos nacionais o serviço é oferecido pelo Diadorim (link externo) e para os internacionais o serviço é oferecido pela Sherpa (link externo).

GOOGLE SCHOLAR METRICS

Google Scholar Metrics (link externo) – fornece uma maneira fácil para os autores avaliarem rapidamente a visibilidade e a influência de artigos recentes em publicações acadêmicas. Scholar Metrics resume também citações recentes de muitas publicações, para ajudar os autores a identificar revistas para publicar sua nova pesquisa. É possível navegar nas 100 melhores publicações (link externo) em vários idiomas, ordenadas por suas métricas de h-index e h-mediana de cinco anos. Para ver quais artigos em uma publicação foram mais citados e quem os citou, clique em seu número h-index para ver os artigos, bem como as citações subjacentes às métricas.

É possível também explorar publicações em áreas de pesquisa de seu interesse. Para procurar publicações em uma ampla área de pesquisa, selecione uma das áreas na coluna da esquerda. Por exemplo: Engenharia e Ciência da Computação ou Ciências da Saúde e Medicina. Para explorar áreas de pesquisa específicas, selecione uma das áreas amplas, clique no link “Subcategorias” e selecione uma das opções.

Webinar ABEC


Analisando a sua revista pelo fator de impacto


Preprints e oportunidades para melhorar a visibilidade de periódicos


ORCID e as revistas científicas: importância para o ecossistema da informação em pesquisa


Como a tecnologia pode ajudar a comunidade acadêmica: Trinka, a ferramenta gratuita de inteligência


Revistas e artigos científicos nas redes sociais é tema de Roda de Conversa


EmeRI: ciência aberta para receber as revistas… de braços abertos